sábado, 11 de dezembro de 2010

Confraternização

Olá amigos(as)!!

No último dia 04/12/2010, o CEL se reuniu para sua confraternização de fim de ano. O almoço se deu na casa do estimado presidente, Agenor de Mello Coelho. Como gaúchos que somos, não podia faltar um delicioso churrasco, acompanhado de saladas, bebidas e, obviamente, a companhia de todos que se fizeram presentes.

No amigo secreto, como de costume, houve a troca de livros e palavras de estima, consideração, respeito e/ou admiração de todos por todos e pelo CEL e suas atividades, sendo enaltecido em cada pequeno discurso, a amizade, a união e comprometimento do grupo de amantes da arte poética pela continuidade dos trabalhos lítero-artísticos desenvolvidos voluntariamente pelos associados do CEL.

Veja(m) alguns clicks (eram "tantos" fotógrafos que as "estrelas" não sabiam para onde olhar):




E, assim, segue o CEL, com estrelas jovens e experientes, prontas para guiar com a luz poética, os caminhos culturais, rompendo fronteiras, mundo afora...

Nossas saudações natalinas a todos!!!

Que Cristo renasça na manjedoura do peito iluminando o munto interior de cada um de nós!!!

Um 2011 repleto de paz, amor e motivos que nos leve poetar!!

Abraços!! 

CEL




domingo, 5 de dezembro de 2010

RELÍQUIA

Estimados amigos(as)!!

A "relíquia" mencionada no título desta postagem refere-se ao convite acima, onde o CEL - Centro de Escritores Lourencianos convidava a comunidade lourenciana para o lançamento da 1ª Antologia de Escritores Lourencianos e para o ato de FUNDAÇÃO oficial do mesmo, em 27/11/1996.

Tal convite "veio à tona" ontem, 04/12/2010, em confraternização de fim de ano entre os associados do CEL, através das mãos de Felipe Franz Wienke, que na época era o 2º tesoureiro. Com grata satisfação fazemos tal registro neste blog para após arquivar em segurança o singelo e importante registro de nossa história.

Sigamos em frente...

Abraço.

CEL

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Viagem às Ruínas de São Miguel

Agenor, Cléia e Hélio

Agenor de Mello Coelho, Presidente do CEL - Centro de Escritores Lourencianos, a Vice-Presidente, Cléia Leoni Dröse e o 2º Tesoureiro, Hélio Silveira de Mendonça Jr., em viagem cultural às Ruínas de São Miguel das Missões, acompanhando estudantes do ensino fundamental da E.E.E.F.Padre José Herbst.

Dentre muitas fotos trouxemos, também, 1001 inspirações no peito que se transformarão em trabalhos literários, muito em breve...
=========================================================
Mais registros fotográficos
------------------------------------------------------------------


Catedral de Santo Ângelo - Santo Ângelo/RS
-------------------------------------------------------------------------------------------------------

Pórtico de entrada para São Miguel das Missões e Ruínas
-------------------------------------------------------------------------------------
Para saber mais, clique aqui.


=========================================================
O QUE DIZ A HISTÓRIA
==================

           Como foi o surgimento dos Sete Povos das Missões

Antes de se mostrar o retorno de parte dos povos ao território do atual Rio Grande do Sul, dando origem aos chamados Sete Povos das Missões, é importante mostrar algumas das causas e justificativas possíveis para esse novo grande movimento populacional comandado pelos jesuítas.

Em todas as reduções implantadas no Tape e na margem esquerda do Uruguai, havia já, quando da transmigração, boa infra-estrutura montada, especialmente a formação de enormes estâncias, que se estendiam até próximo de Montevidéu, capital do Uruguai, com a criação de milhares de cabeças de bovinos e eqüinos, especialmente bovinos.

O gado foi introduzido no Paraguai por volta de 1555, procedente de São Vicente, no Brasil, no início de sua formação. Chegou a ser levado para as reduções ao Norte do rio Uruguai nos primeiros anos de seu desenvolvimento, mas as primeiras cabeças somente foram introduzidas na margem esquerda, ou seja, em atual território brasileiro, por volta de 1629, de acordo com a versão dos jesuítas. Alguns historiadores acreditam que a introdução tenha sido feita por João de Garay, um dos primeiros governadores do Prata, e ampliada por seu genro Hernando Artas de Saavedra, ou Hernandárias, depois governador do Paraguai, mas os jesuítas desmentem essa versão.

Seja como for, os rebanhos cresceram muito. E, procriando nas grandes estâncias das reduções que, efetivamente, se aproximavam de Montevidéu, proliferaram tranqüilamente após a transmigração para a margem direita do rio Uruguai. Mesmo depois da transmigração, os jesuítas continuaram enviando reprodutores para as estâncias das antigas reduções, proibindo que os índios vaqueassem nessas áreas, para que pudesse aumentar a reprodução. Somente a partir de 1677 os jesuítas permitiram que os índios das reduções da margem direita do Uruguai começassem a se abastecer com o gado da outra margem, nas pradarias do atual Rio Grande do Sul. Apenas os índios e jesuítas conheciam o potencial das chamadas vacarias, mas logo o segredo foi descoberto.

Em 1680 Portugal fundou a Colônia de Sacramento, no atual Uruguai, defronte a Buenos Aires, criando um território totalmente isolado de sua Colônia do Brasil, visto que o atual Rio Grande do Sul era área da Coroa espanhola.

Concretizada a fundação, a fortificação dos portugueses foi cercada por tropas espanholas enviadas de Buenos Aires, que ficaram ali por longo tempo, até receberem a ordem de ataque, afinal determinado e bem-sucedido. Durante o cerco, no entanto, as tropas de Buenos Aires tiveram contato com o enorme potencial bovino da região, ao descobrirem como os portugueses atendiam em parte suas necessidades alimentares: eles compravam gado dos índios charruas (inimigos do grupo guarani), que conseguiam burlar o cerco da parte oponente.

Nos anos seguintes houve grande pressão para exploração do potencial bovino da região e, em 1716, os jesuítas tiveram que começar a dar concessões a espanhóis, para captura de seus rebanhos.

Graças a isso, Montevidéu, Buenos Aires, Santa Fé e outras povoações já eram abastecidas com o gado das vacarias das reduções nos anos que se seguiram, e até os portugueses da Colônia de Sacramento, auxiliados por tribos de índios minuanos, se dedicaram à exploração e passaram a exportar, inclusive para a Europa, graxas obtidas a partir do gado capturado.

A Colônia de Sacramento mudou de mãos diversas vezes. Depois de ser tomada pelos espanhóis, voltou a ser devolvida aos portugueses em 1683, devido ao interesse das duas coroas em evitar uma guerra de maiores proporções.

Quase ao mesmo tempo, como conta Alfeu Nilson Mallmann, em seu livro "Retrato sem Retoque das Missões Guaranis", houve "a decisão dos jesuítas de novamente ocuparem as terras da margem esquerda do Uruguai, numa aparente atitude de se contrapor à permanência daquele enclave português no Prata (a Colônia de Sacramento) e que tornava clara a política de Portugal em querer ocupar todo o litoral atlântico até o estuário". Ele mesmo levanta a possibilidade de que as autoridades espanholas podem ter forçado os jesuítas a adotar essa atitude, de forma a que os índios missioneiros fossem um obstáculo ao avanço português.

Atendendo ou não ao pedido da Coroa Espanhola, ou simplesmente retornando às terras que julgavam de suas reduções e foram abandonadas depois dos ataques dos bandeirantes, os jesuítas comandaram o retorno à margem esquerda do rio Uruguai (Rio Grande do Sul) de parte dos povos transmigrados, em 1687.

Nesse ano fundaram a redução de São Francisco de Borja, atual cidade de São Borja, com índios oriundos da redução de São Tomé, do outro lado do rio, fundando, ainda no mesmo ano, as reduções de São Nicolau, São Luiz Gonzaga e São Miguel, com índios oriundos de Apóstoles, Conceição e São Miguel, na margem direita.

São Miguel foi a única que transmigrou totalmente, ocupando, no entanto, área diferente daquela onde se situam as ruínas de São Miguel, as quais ainda podem ser visitadas. Estabeleceu-se inicialmente nas margens do rio Jaguari, mas ainda antes de 1690 foi para sua última localização, em razão de uma "praga de tigres". Em 1690 parte da redução de Santa Maria la Mayor, na margem direita, forma na margem esquerda São Lourenço Mártir; em 1697, parte de São Miguel, que já estava superpovoada na margem esquerda, forma São João Baptista; e, em 1706, parte dos índios de Concepción forma Santo Ângelo Custódio (atual cidade de Santo Angelo).

São esses os chamados Sete Povos das Missões, no lado brasileiro: São Francisco de Borja, São Luiz Gonzaga, São Nicolau, São Miguel, São João Baptista, São Lourenço Mártir e Santo Ângelo Custódio.

Em meados do século XVIII ainda foram formadas mais três reduções ao Norte de Assunção, no Paraguai, completando o mapa da República Guarani numa terceira e derradeira fase.

Essas reduções, de acordo com os objetivos dos jesuítas, deveriam servir de apoio para a ligação com a chamada República dos Chiquitos, no Peru, e existem muito poucas informações sobre elas. Tratam-se das reduções de São Joaquim, Santo Estinislau e Belém, fundadas, respectivamente, em 1746, 1749 e 1760.

Completadas as implantações dessas reduções, o mapa da República Guarani em sua terceira fase era o seguinte, em meados do século XVIII:

NO ATUAL PARAGUAI, AO NORTE: Belém, São Estanislau e São Joaquim; ao Sul, Santa Maria da Fé, Santa Rosa, San Ignácio Guazu, Santiago, São Cosme, Jesus, Trinidad e Encarnación ou Itapua.

NA ATUAL ARGENTINA: Corpus, San Ignácio Mini, Loreto, Sant'Ana, Candelária, São Carlos, São José, Apóstoles, Concepción, Assunción, Santa Maria, San Javier, Mártires, São Tomé, La Cruz e Yapeyú.

NO ATUAL RIO GRANDE DO SUL: São Nicolau, São Luiz Gonzaga, São Lourenço, São Borja, São Miguel, São João e Santo Ângelo.

PARA SABER MAIS - CLIQUE AQUI

=================================================================


segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Seu Primeiro Livro





Caros amigos!!

Para quem quer editar o primeiro livro, algumas dicas:

1º. - Imprimir uma cópia e levar até a Biblioteca Nacional para fazer o registro do mesmo. Você paga uma pequena taxa e garante todos os direitos sobre sua obra. NÃO DEIXE DE FAZER O REGISTRO! É sua única defesa contra o plágio. Para maiores informações, acesse o site da Biblioteca Nacional ou entre em contato através dos dados abaixo:
Rua da Imprensa nº16/12ºandar - sala 1205 - Centro - Rio de Janeiro - RJ
CEP 20.030-120 - Tels. 21-2220.0039 e/ou 2262.0017
E-mail:
eda@bn.br

2º. - Imprimir tantas outras cópias forem possíveis. Encaderne-as e envie cada uma delas para os endereços postais das editoras (vide o botão EDITORAS no topo do site). Verifique antes se a editora publica livros do mesmo gênero que o seu. Não desperdice seu tempo e nem o do editor! :)

3º. - Anexar um breve resumo do livro e contar um pouco sobre você também vale. Envie junto com o original. Não se esqueça também de colocar seu nome e endereço completos, telefone(s) e e-mail(s) para contato dentro do original, de preferência impressos na primeira página.

4º. - Esqueça qualquer tipo de desenho, imagens ou capa. Deixe o trabalho gráfico para as editoras. Envie somente texto, ok?

5º. - Mande para todas as editoras que puder ao mesmo tempo. Não fique aguardando respostas, para só depois enviar para as outras.

6º. - Nunca, mas nunca mesmo, envie arquivos em disquete ou através de e-mail para os editores. Você será ignorado, pois eles somente avaliam obras impressas.

Depois de tudo isso, aguarde um contato deles. Costuma demorar uma média de quatro a seis meses para se obter uma resposta. Deixe o editor à vontade para avaliar seu original, não ligue, não pressione. Eles recebem dezenas de originais por mês, imagine a trabalheira que deve ser ler isso tudo. Não se abata se receber a primeira recusa. Procure saber onde você errou, tente melhorar, disponha-se a modificar um pouco o texto, se for interesse deles e seu.


===========================================================
EDITORAS PARA ENVIO DE ORIGINAIS:
---------------------------------------------------------------------------------------------

Atenção: Não mande originais por e-mail. As editoras dão preferência por originais impressos. Registre sua obra na Biblioteca Nacional antes de enviar.

Editora - AnnablumePublica Teses e Dissertações
Endereço - R. Padre Carvalho, 275, Pinheiros, São Paulo SP CEP 054271-100
Site: http://www.annablume.com.br/

Editora - Ateliê Editorial
Publica Livros Acadêmicos, teses, dissertações e ensaios
Site: http://www.atelie.com.br/

Editora - Ática

Publica livros de Ficção Juvenil e Literatura infantil
Endereço - R Barão de Iguape, 110 Liberdade, São Paulo - CEP 01507-900
Site: http://www.atica.com.br/Editora - Boitempo


Publica ensaios e literatura
Endereço - R. Euclides de Andrade, 27 - São Paulo SP CEP 05030-030. Tel. 11 3875-7285. E-mail: editora@boitempo.com
Site: http://www.boitempo.com/

Editora - Brasiliense
Publica livros de antropologia, biografias, comunicação e artes, educação, filosofia, literatura, filosofia, policial, política, psicologia, quadrinhos, sociologia, viagens
Endereço - Rua Airi, 22- Tatuapé, São Paulo - SP CEP 03310-010
Site: http://www.editorabrasiliense.com.br/

Editora - Candide
Publica ficções, contos, crônicas, livros de arte e culinária
Endereço - Caixa Postal 1365 CEP 20010-974 - Rio de Janeiro - RJ
Site: http://www.candideeditora.com.br/

Editora - Casa da PalavraPublica ensaios, romances e livros de arte
Site: http://www.casadapalavra.com.br/

Editora - Companhia das Letras
Publica Romances, ensaios, contos, literatura infantil e infanto-juvenil
Endereço - a/c Depto. Editorial. Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32, São Paulo - SP, CEP 04532-002
Site: http://www.companhiadasletras.com.br/

Editora - Conrad
Publica quadrinhos e literatura pop
Endereço - a/c Depto. Editorial. Rua Bandeira Paulista, 702, cj. 32, São Paulo - SP, CEP 04532-002

Editora - Cortez
Publica textos nas áreas de Educação, Serviço Social, Ciências Sociais, Ciências Ambientais, Fonoaudiologia, Lingüística, Psicologia, Saúde e Enfermagem.
Telefone de contato: (11) 3864-0111. Falar com Elaine Nunes
Site: http://www.cortezeditora.com.br/Editora - Cosac & Naify

Publica livros de Arte, Moda e Literatura, Infanto-Juvenil, Ensaios, Arquitetura
Endereço - R. General Jardim, 770, 2 andar São Paulo - SP CEP 01223-010
Site: http://www.cosacnaify.com.br/Editora - Ediouro

Publica romances, ficção, história, infanto-juvenis
Endereço - A/C Christiane Cardozo R. Nova Jerusalem, 345 - Bom sucesso - Rio de Janeiro CEP 21042-230
Site: http://www.ediouro.com.br/

Editora - Editora 34
Publica livros acadêmicos, livros sobre música, ficção, contos, poemas
Endereço - R Hungria, 592 São Paulo CEP 01455-000

Editora - Estação Liberdade
Publica livros de literatura, com muitas traduções do alemão e do francês (conta, inclusive, com uma coleção de autores francófonos); filosofia, biografias históricas, literatura infantil (
poucos títulos)
Endereço - Rua Dona Elisa, 116
São Paulo-SP, CEP 01155-030
Site: http://www.estacaoliberdade.com.br/

Editora - Editora
Publica todos os tipos de livros
Endereço - http://www.ieditora.com.br/

Editora - Imago
Publica livros de psicanálise, história, história das religiões
Endereço - http://www.imagoeditora.com.br/autor01.shtml
Site: http://www.imagoeditora.com.br/

Editora - Jorge Zahar
Publica livros de ciência, História, Biografias, Política, Psicologia, Economia, Artes, Infanto- Juvenil
Endereço - jze@zahar.com.br
Site: http://www.zahar.com.br/

Editora - Loyola
Publica livros de filosofia, educação, religião, psicologia e obras acadêmicas
Endereço - Caixa postal 42335, CEP 04218-970 São Paulo-SP
Site: http://www.loyola.com.br/

Editora - Martins FontesPublica livros de ficção, ensaios, infanto-juvenis, história, ciências sociais
Endereço - lrivera@martinsfontes.com.br ou para o endereço R. Conselheiro Ramalho, 330 - Bela Vista - São Paulo - SP - cep 01325-000), aos cuidados do Sr. Luis Rivera
Site: http://www.martinsfontes.com.br/

Editora - Melhoramentos
Publica livros infantis e juvenis, dicionários e livros de culinária
Endereço - a/c do Departamento Editorial R. Tito, 479, São Paulo-SP CEP 05051-000
Site: http://www.melhoramentos.com.br/

Editora - Navegar EditoraPublica livros de Auto Ajuda, Culinária, Dicionários, Ensaios, Guias e Manuais, Negócios, Paradidático, Poesia, Religião, Técnico, Vestibular
Endereço - Rua Belém, 93 - Belenzinho - CEp: 03057-010 São Paulo - SP. Tel.: 11 6096-8530. Fax: 11 6695-8490
Site: http://www.navegareditora.com.br/

Editora - Objetiva
Publica livros de Ficção
Endereço - a/c do Departamento Editorial Rua Cosme Velho, 103, CEP 22241-090 Rio de Janeiro - RJ
Site: http://www.objetiva.com.br/

Editora - Rocco
Publica romances, contos, poesia, ciências, administração, infanto-juvenis
Endereço - a/c Departamento Editorial R. Rodrigo Silva, 26, 4 andar, Centro, Rio de Janeiro CEP 20011-040
Site: http://www.rocco.com.br/

Editora - Unesp
Publica livros de não-ficcção em geral: atualidades, ensaios, ciências humanas e exatas, crítica literária, paradidáticos infantis e infanto-juvenis
Endereço - Praça da Sé, 108 São Paulo - SP, CEP 01001-900
Site: http://www.editora.unesp.br/

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Fontes: www.revistaliteraria.com / http://www.google.com.br/

terça-feira, 26 de outubro de 2010

CONCURSOS LITERÁRIOS e SITES RECOMENDADOS

Cursos On-line com Certificado - Cursos 24 Horas


Olá, amigos das letras!!

Considerando que a participação em concursos literários é de suma importância para quem quer "medir a temperatura" de seus trabalhos, segue abaixo uma lista de sites onde podemos encontrar os concursos que, por ventura, venhamos nos interessar em participar:

SITES CONCURSOS LITERÁRIOS:













===============================================================================
Sites úteis para quem escreve:

Livraria Asabeça - Livraria virtual com espaço para venda de livros de autores independentes.
Cultvox - Livros grátis e oportunidade de publicar obras e artigos no site.
Escreva Seu Livro - Dicas da editora Laura Bacellar sobre como publicar um livro.
Oficina de Escritores - Voltada aos gêneros: terror, ficção científica, fantasia e mistério.
Lergrátis - Destinado a divulgar trabalhos de novos autores.
PenAzul - Notícias, resenhas, entrevistas e artigos voltados à literatura nacional e internacional.
Curta o curta - Notícias para roteiristas e realizadores de curtas-metragens.
Klickescritores - Vida e obra de diversos escritores contemporâneos, além de proporcionar espaço para os novos.
Projeto ProArte Brasil - Divulga notícias culturais por email na área das artes audiovisuais, mídia e novas tecnologias.
COLL - Consultoria de Língua Portuguesa e Literatura - Cursos, artigos, dicas, treinamentos.
Contoaberto.org - Revista interativa para publicação de trabalhos literários.
Super Virtual - O Portal da Nova Revolução Cultural - Obras de domínio público para download grátis.
Biblioteca Virtual de Estudos Culturais - Várias seções de links comentados, incluindo não só literatura, como também artes e cultura em geral.
Manual de Sobrevivência do Novo Escritor - Artigos, indicações de leitura, matérias e links.
Roteiro 1 - Informações para roteiristas com indicações de livros, links, programas, notícias de concursos, cursos e festivais.
Rede Doce de Letra - Site especializado em literatura infanto-juvenil com artigos, autores, histórias, fórum e informações em geral.
Nave da Palavra - Revista literária que aceita colaborações de textos literários, artigos e resenhas, além de contar com uma seção de dicas de vestibular, com textos integrais de obras clássicas.
Escola de Escritores - Site vinculado ao Projeto Literário Mosaico coordenado pelo professor Gabriel Perissé.
Página Literária - Destina-se ao intercâmbio de informações literárias e publica gratuitamente textos literários no site.
Usina de Letras - Espaço para publicação gratuita de textos literários.
Virtual Books Online - Vários livros virtuais grátis, inclusive traduções de autores clássicos.
Crítica Literária Brasileira - Pólo de Pesquisa & Informação - Tem como proposta refletir sobre os avanços e os limites da crítica literária brasileira.
Literatura Brasileira em Meio Eletrônico - Várias obras da Literatura Brasileira com acesso gratuito. Possui ainda poesia multimídia, estudos sobre hipertexto e linguística.
Fundação Biblioteca Nacional - Catálogo de obras registradas, informações sobre o registro, além de outras informações úteis.
Espaço Literário do Sesc On Line - Debates ao vivo promovidos pelo escritor João Silvério Trevisan, oficinas de criatividade e oportunidade de ver seus textos analisados.
Editoras Online - Breve apresentação de várias editoras, lançamentos e formulário para contato. Mantém um fórum e sessão de classificados.

Boa leitura e sorte nos concursos!!

Hélio Silveira de Mendonça Jr
Sócio-fundador do CEL.


quinta-feira, 21 de outubro de 2010

HISTÓRIA DO CEL EM FOTOS


Olá pessoal!!

Hoje o CEL está comemorando 14 anos de existência...

Vamos aproveitar este espaço e colocar fotos da história do CEL. Jantares, premiações, lançamentos das antologias. Quem quiser colaborar, basta escaniar a foto e nos enviar para o E-mail com breve descrição, ok!!

Parabéns a todos que brilham cada vez mais neste CEL!!

Hélio Silveira de Mendonça Jr
Sócio-fundador

=================================================================


Foto do lançamento da 1ª Antologia de Escritores Lourencianos - 12/1996, onde foram reunidos os trabalhos de todos os premiados nos concursos literários de poesia, conto e crônica promovidos pela municipalidade.
Com a palavra o então Prefeito Dr Beto Grill, hoje vice-governador do Estado/RS

======================================================================================

Lançamento da 2ª Antologia de Escritores Lourencianos, na agência local do Banco do Brasil S/A - 12/1997.
Com a palavra, eu (Hélio), Presidente (Gestão 1996/1997).

======================================================================================



Lançamento da 3ª Antologia de Escritores Lourencianos no Restaurante Paladar - 12/1997.
Os trabalhos premiados nos concursos literários promovidos pelo CEL passaram a compôr as antologias a partir desta edição.

=================================================================

------------------------------------------------------------------------


Lançamento da 4ª Antologia de Escritores Lourencianos na XX Feira Municipal do Livro - 12/1999.

======================================================================================


Lançamento da 4ª Antologia de Escritores Lourencianos na agência local do Banco do Brasil S/A - 12/1999.

======================================================================================



Lançamento da 5ª Antologia de Escritores Lourencianos no auditório da Escola Estrela do Mar - 12/2000.

======================================================================================
Feira do Livro - 2006
======================================================================================

Lançamento da 12ª Antologia/2007, na Sociedade Cultural Sete de Setembro, ainda na gestão da Fátima Armesto.

======================================================================================



Solar dos Câmaras em Porto Alegre, em 12 de maio de 2005, quando colegas do CEL foram prestigiar a posse do Sérgio de Laforet Padilha na Academia Riograndense de Letras.

====================================================================================== 



segunda-feira, 18 de outubro de 2010

UM CANTO DE AMOR A SÃO LOURENÇO

UM CANTO DE AMOR A SÃO LOURENÇO

São Lourenço dos coqueirais,
das figueiras frondosas,
camping, praias, arrozais,
morenas e loiras charmosas.

Tens na colônia e lagoa
a fonte de teu sustento
e no turista que povoa
tuas praias em acalento.

És fonte de inspiração,
de poetas e enamorados,
és prelúdio ao coração
no viver do apaixonado.

As noites de lua cheia
inebriam com fulgor,
os casais que em tuas areias,
trocam juras de amor.

Quem te visita se encanta;
volta sempre e não te esquece.
Quem te ama, o sonho acalanta
e em prosa e verso te analtece.
Agenor de Mello Coelho

domingo, 17 de outubro de 2010

HOMENAGEM A UM GRANDE AMIGO - SAUDADES

O CONTADOR DE HISTÓRIAS

            Havia uma vez um homem. Um homem simples, e ao mesmo tempo culto e complexo. Trazia na face aquela alegria de menino descobrindo o mundo e quanto mais descobria, mais queria descobrir. Tinha prazer em contar suas histórias e encantava a todos com o muito que sempre tinha para relatar.
            Às vezes falava de Dilermando e Ana de Assis, não como personagens do seriado de televisão, mas como seres reais que protagonizaram uma tragédia real envolvendo um grande escritor brasileiro.  
            Falava dos muitos lugares por onde seus pés haviam caminhado, da Geografia e da História destes lugares.
            Outras vezes, parecia um menino falando das sombrinhas coloridas que protegem as mulheres em dias de chuva.
            Havia momentos em que recitava poemas curtos, quase sempre com um toque de bom humor ou descontração. Sua presença era sempre garantia de boa conversa e muita informação.
            Mas o que os amigos não haviam se dado conta é que era humano, homem, no sentido amplo da palavra. E como homem – e tudo o mais neste nosso planeta – passageiro. E quando menos os amigos esperavam, deu sinais que ia deixar esta nave Terra. Ninguém quis acreditar, mas aconteceu.
            E embora o tempo passe, seus amigos ainda não conseguem acreditar que não está mais entre eles, que não há mais histórias nem explicações.
            A verdade é que este homem, amigo por excelência, faz muita falta neste conturbado mundo apressado que gira e segue sem que tenhamos idéia para onde estamos indo.
                                                                                      Cleia Dröse

Evento em 23 de outubro

                                               CONVITE
                                        Convidamos a  você, amigo(a) do CEL ou   Premiado(a)   do  Concurso  Pérola    da  Lagoa  2010,  para  a    cerimônia de Premiação e  lançamento da 15ªAntologia:

 Dia: 23 de outubro de 2010
                         Hora: 20h30min.
                         Local: Restaurante Lourenciano
                        Endereço: Mal. Floriano Peixoto,
                         nº2422 – centro
                        Buffet livre: R$ 11,50
                         Confirmação de nº de pessoas até
                         20/10 para o celular
                        (53)91154563-falar c/Agenor
                       



Em tempo: À tarde, das 15h às 17h, no Largo da Cruz (praia) haverá um “Chimarrão Poético”. Aguardamos você!  (Foto número 1, alto da página) Se o espírito de aventura falar alto, pode-se fazer um passeio de escuna pela Laguna e ver a praia por outro ângulo! (fotos seguintes)  E por último, a fachada do restaurante onde acontecerá a solenidade de premiação.                      

Oficinas literárias


Dois momentos de nossas oficinas literárias... A experiência investindo no futuro de nossos jovens!

=================================================================


Oficina do CEL – realizada em 13/08/2002, quando ainda usávamos uma das salas da Casa de Cultura, na rua Pio Ferreira.