segunda-feira, 16 de abril de 2012

Perfil do mês de ABRIL/2012

Bom dia, amigos!!


Seguindo a apresentação de nossos associados, segue abaixo o perfil da vice-presidente do CEL.

-------------------------------------------------------------------------

Cleia Dröse, professora (aposentada!!!!), com Licenciatura  Plena em Pedagogia pela UFPel, exerceu a profissão por 40 anos, atuando em escolas públicas municipais e estaduais.
Possui cinco livros publicados: ESTAVA ESCRITO e O MUNDO É GRANDE ? ( infantis- 2000), NA CIRANDA DAS LEMBRANÇAS ( autobiográfico – 2003),  DOIS ARCO ÍRIS E UM MESMO CÉU ( Poesias,2006,  bilíngue português-espanhol, em parceria com Maria Cristina Drese) e por último SENDEROS ( contos em espanhol – 2010, publicado na Argentina).

Seus trabalhos estão publicados por todos os cantos do Brasil, Uruguai, Argentina e Itália.
Patrona da 27ª Feira do Livro de São Lourenço do Sul.
Sócia fundadora do CEL e sua atual vice-presidente.
Clique aqui e acesse o BLOG.







*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*-*


BRINCAR DE BRIGAR

Dentro de mim vivem uma fada e uma bruxa
que a todo o momento brigam
tentando submeter-me a seus caprichos.
Às vezes, vence a bruxa
que com sua sabedoria desvenda
e me mostra todos os mistérios da vida
e me convence que as coisas não são
como minha menina interior gostaria que fossem.
Sabe a bruxa que vive em mim
que os contos de fadas não são reais,
mas a sua sabedoria sim.
Ela entende de enfermidades e sofrimentos
e de como curá-los
para seguir a vida até o momento
que está escrito que temos que chegar.
Eu a entendo e lhe dou razão
porque sei que é verdade.
Porém, às vezes, minha fada,
com suas maneiras sutis e infantis,
consegue iludir a menina
que também vive em mim.
E lhe mostra um mundo tão bonito,
colorido, alegre e encantador
e eu me rendo a ela e o sonhamos juntas
enquanto a realidade fica lá fora.
Porém minha fada é uma criatura
sem muitos conhecimentos da vida
e a verdade é que só serve
para entreter a menina
e quando se desperta a mulher em mim,
apressada chama a bruxa
para trazê-la à realidade
e ajudar a curar os arranhões
que a menina se fez
enquanto brincava com sua fada.
E assim, como um brinquedo, vivo eu
entre minha fada e minha bruxa
que me manipulam como querem,
enquanto meu tempo passa
e meus dias vão se esvaindo pouco a pouco.